Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2021

Ministério de Perus – tensões e sucessão

Imagem
Em postagem anterior, destacou-se a origem e expansão do Ministério de Perus (no noroeste da cidade de São Paulo), cuja fundação aconteceu em 1947. Em princípio, a congregação era filiada a AD de São Caetano do Sul, entretanto, foi com o Pastor Benjamim Felipe Rodrigues que o núcleo pentecostal na região cresceu e ganhou sua identidade e autonomia. O Campo de Perus (como assim era chamado), porém, ao longo dos anos, manteve relações fraternais com Madureira, de onde era originário e participava da CONAMAD. A presença dos antigos líderes de Madureira era também constante nos eventos em Perus. Fotos da inauguração do histórico "Templo do Relógio", em 1976, são provas disso. Mas, assim como Madureira mantinha atritos com os Ministérios da Missão e lutava por espaço dentro da CGADB, o Campo de Perus, por sua vez, se sentia tratado como algo menor dentro da CONAMAD e sem chances de visibilidade. A luta para editar o periódico mensal O Arado , em 1990, foi um exemplo: a Mesa Direto

Sumário Histórico dos 20 primeiros anos da ADEPLAN

Imagem
Por Edson Lago Cruz* Impulsionado pelo Espírito Santo, o Pastor Geraldo Batista de Araújo, em companhia de um grupo de oito pessoas – nele incluída sua família (esposa e filhos), fundou no dia 07 de setembro de 1971, (a dois meses de atingir 50 anos) a Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Planalto Central. A sede provisória ficava na Asa Norte, Plano Piloto em Brasília. A iniciativa “obedecia a visão celestial" na qual o Senhor ordenava ao Pastor Geraldo Batista de Araújo que “atravessasse o Jordão”. A primeira diretoria da ADEPLAN assim foi composta:  Presidente: Pr. Geraldo Batista de Araújo;  Vice-Presidente: Pr. Antônio Cardoso dos Santos;  Primeiro Secretário: Elionai Batista de Araújo (filho do Pr. Geraldo);  Segundo Secretário: José Arimatéia Fernandes da Silva;  Primeiro Tesoureiro: Alano Soares de Souza e como  Segundo Tesoureiro: Jemima Garcia de Araújo (filha do Pr. Geraldo e que posteriormente se tornou esposa do saudoso Bispo Daniel Malafaia). O Pastor Geraldo Bati