Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2021

Jesuíno da Silva Lima – o pastor Brizolista

Imagem
Natural de São Luiz Gonzaga, município da região dos Sete Povos das Missões, no Rio Grande do Sul, o Pastor Jesuíno da Silva Lima foi um dos maiores líderes da Assembleia de Deus (AD) no Rio Grande do Sul, tendo presidido a Convenção das Igrejas Evangélicas e Pastores da Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Sul – CIEPADERGS, por diversas vezes. Nascido durante a República Velha em 1913, e no domicilio eleitoral de um grande prócer das oligarquias da política nacional: o Senador Pinheiro Machado, Lima tinha uma origem social muito diferente da maioria dos membros das ADs da sua época. Vindo de uma família de estancieiros, proprietários de terras e gado e com boa instrução, na juventude viu o conterrâneo Getúlio Vargas chegar ao poder e por fim à República Velha em 1930.  Cercado de referências políticas, o jovem Lima conheceu o evangelho aos 20 anos de idade, em 1933. Após o casamento em 1944, começou a dirigir igrejas: Itacurubi e Cacheira do Sul foram as primeiras congregaçõe

110 anos das Assembleias de Deus - A CPAD no Rio de Janeiro

Imagem
A Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) nasceu no dia 13 de março de 1940, ao ser organizada juridicamente no Rio de Janeiro. O Mensageiro da Paz (MP), as revistas “Lições Bíblicas” e alguns livros e folhetos, já circulavam pelas igrejas e eram confeccionados em gráficas particulares.  Antes disso, consta nos registros da CGADB realizada na AD de Belém do Pará, em 1936, a proposta do Missionário Nils Kastberg de fundar uma editora. O jornalista Emílio Conde, no Mensageiro da Paz , em 1938, também manifestou o desejo da criação de uma editora própria para as ADs.  Porém, foi por força de um decreto do presidente Getúlio Vargas, em 1940, exigindo o registro de todos os jornais no Departamento de Imprensa e Propaganda (D.I.P.), órgão que regulava a imprensa, que o sonho da editora virou realidade. Estabelecia o decreto, que somente entidades com personalidade jurídica poderiam possuir jornais.  Líderes das ADs homenageados em 1990, na CPAD Para não interromper a veiculação do j