sábado, 2 de julho de 2016

A fábrica de pastores - a tese

Muito já se ouviu (ou escreveu) sobre à aversão inicial dos pioneiros das Assembleias de Deus (ADs) sobre o ensino teológico formal. Muitas foram as recomendações advertindo contra os "perigos" da teologia e dos institutos bíblicos, chamados pejorativamente de "fábricas de pastores".

Mas agora, os interessados na história e desenvolvimento desses conflitos internos das ADs, poderão acessar a tese de doutorado Fábrica de pastores: interfaces e divergências entre educação teológica e fé cristã comunitária na teologia pentecostal (Escola Superior de Teologia/São Leopoldo) do catarinense Claiton Ivan Pommerening.

Claiton, procura em sua dissertação, dentro da "perspectiva histórica" dar subsídios "sociológicos e teológicos" sobre "os avanços e retrocessos que a educação teológica empreendeu nas Assembleias de Deus no Brasil". 

Com esse objetivo, o estudioso detalha os embates que o tema provocou nas ADs, bem como abordar à construção dos currículos e as tensões entre os suecos, brasileiros e norte-americanos no desafio de fundar os Institutos Bíblicos (a tal fábrica de pastores) e cursos de extensão em teologia.

Claiton Pommerening: tese sobre a fábrica de pastores

Entre as muitas informações históricas relevantes, está a de que JP Kolenda desejou abrir primeiramente um instituto bíblico em terras catarinenses. Mas infelizmente não obteve sucesso. Rechaçado na proposta dos institutos tanto em Santa Catarina como no Brasil, Kolenda foi para a Alemanha do pós-guerra realizar seus propósitos.

Mas, um dos pontos mais polêmicos da tese, são as considerações sobre as ameaças que a teologia poderiam causar ao status quo das ADs. Pommerening, argumenta que, a reflexão critica pode ser questionadora das práticas políticas: "Ela [a teologia] pode vir a subverter sua liderança e suas decisões, que algumas vezes são tomadas com bases políticas e não teológicas, pois são eles que detêm a palavra final em tudo e a teologia poderá fazer com que percam parte desta prerrogativa".

Nascido em Blumenau, Claiton é filho de um veterano obreiro das ADs em Santa Catarina. Casado, pai de duas filhas, atualmente trabalha como pastor na AD em Joinville (SC), e é diretor do Centro Evangélico de Educação e Cultura (CEEDUC). Comentarista da revista de jovens da CPAD, o autor, como se percebe, está totalmente envolvido no ensino e produção do saber teológico.

Escreveu a tese em meio as ocupações pastorais e educativas da instituição que lidera. Além disso viveu um drama pessoal em meio à caminhada rumo ao doutorado: a perda da mãe de forma rápida e inesperada. Porém, conseguiu conciliar suas múltiplas funções e apresentar a tese em 2015.

Para os estudiosos das ADs, a obra é leitura obrigatória. Amparada em ampla bibliografia e pesquisa, o leitor se vê diante de muitas observações pertinentes sobre a educação teológica nas ADs brasileiras. A torcida agora é para que vire livro, e incentive um debate cada vez maior sobre o tema.

E-mail para pedido da tese: claiton@ceeduc.edu.br ou no link

Para maiores informações do autor acesse a página do Relep:

http://relepnucleobrasil.blogspot.com.br/p/claiton-ivan-pommerening.html

10 comentários:

  1. Obrigado meu amigo Mário Sérgio pela divulgação do trabalho. Deus lhe abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom e muito me interessa!!!
    Solicitando em 3, 2, 1!!!

    ResponderExcluir
  3. A paz do senhor meu irmão, sou da AD em Jequié-ba. Gostei do tema da sua tese. Como faço para ler na íntegra toda a obra?.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela excelente matéria Mário, sem dúvidas, este trabalho ser ser publicado urgentemente. Parabéns Clailton te admiro muito.

    ResponderExcluir
  5. Meu irmão ao final do texto está o e-mail do pastor Claiton. Entre em contato com ele que ele lhe envia, ou através do meu e-mail profmssantana@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Por q não a disponibiliza para download no dropbox?

    ResponderExcluir
  7. Muito bom! Conhecemos de uma certa forma nossa história teológica, mas sempre é bom olharmos com novas perspectivas e abordagens. Meu desejo, como assembleiano, é que novas teses apareçam. Parabéns Mário Sérgio! pela divulgação deste trabalho, que dará uma grande contribuição para os estudos sobre a AD.

    ResponderExcluir
  8. Já solicitei cópia ao autor. Tenho certeza que vai ajudar em minhas pesquisas. Forte abraço Mário Sérgio.

    ResponderExcluir
  9. Os santos padres sempre ensinaram que todo homem que ora é um teólogo. Mas tal assertiva antiquíssima no Cristianismo perdeu-se, pelo menos no Ocidente católico e protestante, e, então, vemos a linguagem e o discurso com sentido, próprios do homem, ousar expressar o indizível e o inefável, o incompreensível que é Deus. Não precisamos cair no fideísmo e nem no irracionalismo que são as constantes tentações no meio protestante, mas é que Deus é supraracional, é sobrenatural por definição, pois trata-se do Criador, o Motor Imóvel, o infinito e Absoluto. O melhor mesmo eis que é o cristão rezar mais com o fito de sua mente ser ajudada pela graça para que possa algo discernir de um assunto tão sublime e alto como esse a respeito do Monarca, o Altíssimo.

    ResponderExcluir