quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Simon Lundgren - trabalho e simplicidade até o fim da vida

Celebrados pela historiografia oficial, os míticos missionários suecos são constantemente citados como os grandes heróis das Assembleias de Deus no Brasil. Mas conhecer seus últimos anos de vida ainda serve como lição para as atuais tendências de alguns líderes das ADs no Brasil.

Nesse blog já tratamos do caso de Daniel Berg, o qual no fim do seu ministério ficou praticamente abandonado e, segundo consta, passando privações materiais. Outro exemplo de esquecimento foi do missionário Charles Leonard Simon Lundgren. Sua biografia, seus feitos e pioneirismo são facilmente encontrados nos livros históricos da CPAD.

Lundgren chegou ao Brasil no ano de 1924 para atuar ao lado de Otto Nelson na cidade de Maceió (AL). Em 1925 foi auxiliar Joel Carlson em Pernambuco, e no ano seguinte, juntamente com um grupo de 12 membros organizou a AD em Santos (SP). A folha de serviços prestados pela família Ludgren é extensa, e incluí uma importante passagem pela a AD em São Cristóvão (RJ), onde substituía Samuel Nyströn em suas constantes viagens pelo país.


Casal Lundgren: trabalho e simplicidade até o fim da vida

Da cidade do Rio de Janeiro, Lundgren retorna para São Paulo, mas desta vez para a capital. Da pauliceia segue para o interior a abre trabalhos em Jundaí, Campinas, Nova Odessa, Rio Claro, São Carlos, Marília e Varpa. Em 1942 assume a AD em Curitiba e ali prossegue o trabalho de evangelização do interior paranaense. Ainda na igreja curitibana, o missionário organizou uma banda de música maior, desenvolveu corais de adultos e jovens, e devido ao crescimento da igreja, um novo templo foi inaugurado em sua gestão no dia 28 de maio de 1948.

Em 1955, o veterano missionário passa a liderança da igreja curitibana para o pastor Bruno Skolimowski. Jubilado em 1963, Simon Lundgren dedica-se ao ministério do ensino da Palavra por todo o Brasil. É interessante observar que, na época da sua aposentadoria, muitas igrejas por onde ele passou já eram prósperas, mas foi somente em 1977 que a AD em Curitiba ofereceu ao casal sueco um apartamento para viver o resto dos seus dias.

Com a construção do novo templo sede da AD na capital paranaense, foi cedido um dos apartamentos da igreja para moradia ao veterano casal. Essa informação é importante, para se perceber como era o padrão de vida de um dos um dos últimos missionários suecos no Brasil. Nada de grandes fortunas, benesses ou status. Como bem observou o sociólogo Paul Freston os escandinavos eram modestos em suas aspirações sociais. E assim Lundgren permaneceu até o fim da vida.

Alguns irmãos, ainda lembram-se de Lundgren já alquebrado pela idade avançada, e das raras oportunidades que ele recebia na sede da AD em Curitiba para ministrar. Faleceu aos 91 anos de idade, quando num domingo, após o almoço, ele sentou-se numa poltrona para descansar e dali seu espírito partiu para a eternidade. Segundo o jornal O Assembleiano o dia da sua morte, parece que foi "escolhida a propósito para um grande missionário - Era o dia 12 de agosto de 1990 - Dia Nacional de Missões".

Fontes:

ARAUJO, Isael. Dicionário do Movimento Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.

DANIEL, Silas. História da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil. Rio de Janeiro: CPAD, 2004.


O Assembleiano - Jornal Informativo da Assembleia de Deus em Joinville. edição: 162 outubro de 1990.

6 comentários:

  1. Infelizmente é isso que nossa querida Assembleia de DEUS,tem feito na maioria das vezes com aqueles que impossibilitados pela idade,ou pela doença,não podem mais pastorear,ficam abandonados.

    ResponderExcluir
  2. Nossa liderança da assembléia de deus é uma vergonha.

    ResponderExcluir
  3. Glórias a Deus pela vida e exemplo do Pastor Simon Lundgren e sua esposa. Glorifico a Deus porque ele creu, e sua família será totalmente salva, em nome de Jesus. Hoje, minha esposa e meus filhos, da família Lundgren, são Servos do Deus Altíssimo. Aleluia.

    ResponderExcluir
  4. Missionaria Nazaré17 de agosto de 2014 08:45

    Linda história.... esses homens e mulheres de Deus me motivam a não desistir da obra que Deus colocou em nossas mãos.....

    ResponderExcluir
  5. ELE SIMPLESMENTE FUNDOU AS MAIORES ASSEMBLÉIAS DE DEUS NO BRASIL !!!!

    ResponderExcluir
  6. Até hoje os políticos suecos vivem modestamente... já no Brasil a corrupção tomou conta até dos que deviam dar o exemplo.

    ResponderExcluir