CGADB de 1973 - um chef entra para a História

Entre os dias 22 a 26 de janeiro de 1973, em Natal, capital do Rio Grande do Norte (RN), foi realizada pela terceira vez, a XXII Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB). Nessa época, a igreja estava sob a liderança do pastor João Batista de Silva e contava com quase 10 mil membros e congregados, distribuídos por 18 congregações na cidade.

A Convenção em Natal não fugiu das tendências e dos debates, que marcaram outras CGADBs na época. Exemplo disso foram as discussões em torno da televisão. Apesar de ser aprovada na Convenção Geral de 1968 uma resolução proibindo os pastores e evangelistas de possuírem televisores, houve acusações de que alguns líderes do Rio de Janeiro estavam usando a televisão.

Em meio a fortes controvérsias sobre a televisão, a Convenção aprovou por "maioria absoluta de votos de seus membros presentes, condenar o uso de TV pelos perigos espirituais que ela produz". Na sequência foi formada uma comissão para tratar dos casos de pastores que possuíssem o aparelho.

Posteriormente, foi aprovado o novo Estatuto da CPAD, o reconhecimento do Instituto Bíblico de Pindamonhangaba (IBAD) e a criação da Comissão de Missões. Se por um lado as ADs se abriam para o ensino teológico formal, por outro, os debates sobre usos e costumes ainda continuariam acirradas.

Chef Alfredo: grande nome da CGADB em Natal

Todavia, em meio a tantas figuras históricas da denominação na capital potiguar, destacou-se nos bastidores (ou melhor, na cozinha) o chef Alfredo Machado da Silva. O nome de Silva não está nos registros oficiais da CGADB, mas seu trabalho de liderar uma equipe de 30 pessoas e de preparar refeições diárias para o batalhão de obreiros vindos de todo Brasil também fez história.

Foi nas páginas do extinto jornal O Poti, que a mega tarefa do mestre-cuca e da sua bem orquestrada equipe recebeu o devido destaque. Revelou o periódico a utilização de 100 panelas para a preparação dos alimentos e mais de 60 quilos de gás por dia. Afinal, foram três refeições diárias para mais de 1.500 pessoas, em uma maratona que começava às 4 da manhã e se estendia até meia-noite.

O Poti, também teve o cuidado de informar a quantidade de legumes e ingredientes consumidos: 10 quilos de arroz, 20 quilos de feijão, dois sacos de batata, um saco de cenoura e outro de chuchu. 60 quilos de repolho, 25 quilos de pepino, 10 quilos de beterraba, 6 quilos de cebola e mais 3 caixas de tomate.

Além da fartura de legumes, os nobres convencionais saborearam 300 quilos de galeto e 250 quilos de carne. Consta ainda o gasto de 20 latas de óleo e duas de azeite, 4 quilos de sal, 60 quilos de açúcar, 150 quilos de sopa, 400 quilos de pão, 100 litros de leite, 300 litros de água, 20 quilos de café, 1.300 ovos, 50 quilos de queijo, 1000 bananas, 50 quilos de macarrão e duas caixas de goiabada.

Experiente na área da cozinha, o esforçado Alfredo se mostrou feliz com os resultados do trabalho, pois, todos comeram bem e se mostravam satisfeitos - "não houve reclamações"-, declarou o renomado chef de Natal, que entrou em férias do seu trabalho no Hotel dos Reis Magos, para aquela ocasião "muito especial".

Realmente, a comilança deve ter sido boa mesmo: mais de 336 convencionais receberam atendimento no posto médico montado providencialmente no templo devido a hipertensão, fortes emoções ou "embaraços digestivos".

Se o clima na CGADB em Natal foi de intensos debates, em contrapartida no refeitório a mesa era farta...

Fontes:

DANIEL, Silas, História da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil. Os principais líderes, debates e resoluções do órgão que moldou a face do movimento pentecostal brasileiro, Rio de janeiro: CPAD, 2004.

O Poti, domingo, 28 de janeiro de 1973/acervo digital da Biblioteca Nacional do RJ.

Comentários

  1. Li atentamente o "saboroso" post. Só duvido do número: 10.000 / 18 = 555 membros. Praticamente impossível, visto que nossos templos acolhem, em média, 300 pessoas. Mas sigamos...

    ResponderExcluir
  2. Números cedidos pela AD Natal ao jornal. Podem estar inflados ou contando com outras congregações na região.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

IADJ - novos rumos ou extinção de uma igreja?

O caso Jimmy Swaggart - 30 anos depois

Flagrantes da cerimônia de diplomação dos novos bispos em Madureira