Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

CGADB - nascida sob o signo da cisão

Imagem
As crescentes polêmicas envolvendo as próximas eleições à presidência da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), tem provocado as mais acirradas discussões nas redes sociais. Como na política brasileira, há um clima de radicalização entre os dois grupos concorrentes e seus apoiadores.
Processos, liminares e uma intensa propaganda por parte dos candidatos, faz dessa eleição à lendária instituição assembleiana, uma das mais acirradas e com certeza a de maior projeção midiática ao longo de sua história.
Mas é bom lembrar, que a convenção nacional surgida em 1930, já nasceu sob o signo da cisão, do conflito e da controvérsia. Implantadas à partir de 1911 no Brasil, as ADs já estavam praticamente presentes em todo território nacional. Junto com o crescimento acelerado, vieram também os choques entre os obreiros nativos e os missionários suecos. Ou pior: entre os escandinavos havia também uma séria disputa pelo controle da denominação.

Os pastores brasileiros queriam a lider…

Assembleia de Deus Madureira - do "papado" ao bispado

Imagem
As redes sociais na internet, divulgaram com rapidez a recente novidade do mundo assembleiano. Na 40ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Convenção Nacional da Assembleia de Deus Madureira, a qual está se realizando na cidade de São Paulo, no templo da AD no Brás, oficializou-se mais cinco novos bispos no ministério.
Além do bispo Manoel Ferreira, presidente vitalício da igreja, os escolhidos agora para a tão grande honra são os pastores Samuel Ferreira (SP), Abner Ferreira (RJ), Abigail Carlos de Almeida (GO), Daniel Malafaia (RJ) e Oídes José do Carmo (GO). Sobre os dois primeiros, o sobrenome já diz tudo: pertencem ao clã que domina o ministério. Os demais são obreiros estratégicos no apoio e consolidação do poder familiar.

Historicamente, o uso de novas nomenclaturas ministeriais dentro das ADs nunca se deu sem alguma contestação. A CGADB de 1938, realizada em Recife (PE), rejeitou a consagração de apóstolos. Somente seis décadas depois, é que o pastor Túlio Barros Ferreira - coinci…

O pastorado feminino na AD Ministério de Madureira

Imagem
* Por Douglas Fidalgo

A Assembleia de Deus Ministério de Madureira – ADMM, durante seus mais de 85 anos de existência tem a sua história marcada por diversas ações consideradas polêmicas (para dizer o mínimo), que vão desde a questão dos “usos e costumes” e “invasões de campos” no período de seu fundador, até as mais recentes como, por exemplo, o “suposto” envolvimento do Bp. Manoel Ferreira com o falecido Rev. Moon.

Mas com certeza um episódio que agitou o “mundo assembleiano brasileiro” foi a consagração de mulheres ao posto de pastoras. Esse episódio ocorreu no ano de 2005, no encerramento da 37ª AGO da CONAMAD na cidade de Paulínia – São Paulo, quando no dia da “Cruzada” que encerraria essa Assembleia Geral, o Bp. Manoel Ferreira chamou ao palanque a cantora gospel Cassiane Santana Manhães e seu esposo Jairo Manhães (hoje pastores-presidentes do Campo de Barueri) os consagrando (os dois) a pastores (PRATES; FERNANDES, 2012, p. 143). Sendo então a cantora Cassiane a primeira mulher a…

Minissaia - a grande vilã

Imagem
Na postagem, Moda, minissaia e o combate ao mundanismo nas ADs, observou-se os intensos debates sobre os modismos, e principalmente o uso da minissaia, que segundo um pastor da época, estavam "tentando invadir as igrejas".
O assunto foi levado à Convenção Geral de 1968 realizada em Fortaleza (CE). Silas Daniel, no livro História da CGADB, informou que os debates eram "reflexos da Revolução Sexual" sobre a denominação naqueles anos de grande efervescência cultural.
Registros mostram que a minissaia era uma grande fonte de preocupação dos pastores, que como toda a sociedade da época, assistiam escandalizados aos novos padrões de vestimentas e consumo da juventude. Sedimentados pela popularização da TV e do movimento musical Jovem Guarda, capitaneado por um jovem cabeludo (Roberto Carlos) que mandou "tudo pro inferno", os jovens jamais voltariam aos marcos antigos.
Vale lembrar, que na canção É papo firme (1966), Roberto fala de uma garota "avançada" …

Assembleia de Deus Madureira - "De pai pra filhos"

Imagem
Quando o jovem Paulo Leivas Macalão, iniciou seu ministério nos subúrbios da cidade do Rio de Janeiro em 1929, talvez não imaginasse, que dentro de alguns anos, os frutos do seu ministério se estenderia por várias regiões do Brasil formando o conhecido Ministério de Madureira.
Em 1982, com a morte de Macalão e do seu provável sucessor, o pastor Alípio da Silva, o ministério ficou acéfalo. A década de 1980, portanto, foi de tensões internas e externas para Madureira, onde à sucessão seria incerta entre seus mais destacados líderes. Mas com o passar do tempo, um nome se consolidou na liderança: Manoel Ferreira.
Focando nesse período de transformações do Ministério de Madureira, é que o sociólogo Douglas Fidalgo defendeu recentemente a dissertação de mestrado “De Pai pra Filhos”: poder, prestígio e dominação da figura do Pastor-presidente nas relações de sucessão dentro da “Assembleia de Deus Ministério de Madureira”.



Para Fidalgo, o fato das ADs no Brasil ser a única igreja pentecostal que…