sábado, 3 de setembro de 2016

A ameaça dos comics nas Assembleias de Deus

Quando se fala das antigas proibições impostas pelas Assembleias de Deus (ADs) aos seus membros, logo vem à mente de muitos, as questões da estética feminina, trajes, uso do rádio e televisão.

Mas, principalmente nos anos de 1950, uma das preocupações crescentes da liderança assembleiana, era com à leitura por parte dos adolescentes e jovens dos comics*, as famosas Histórias em Quadrinhos (HQ) ou gibis.

Criada em fins do século XIX nos EUA, as HQs popularizaram-se na década de 1930, considerada a Era de Ouro do gênero na América do Norte. Segundo o historiador inglês Eric Hobsbawm, os comics com sua linguagem colorida, apelativa, direta, e de fácil compreensão popular, influenciou muito à escrita da época. Seus heróis fizeram sucesso durante a 2ª Guerra Mundial. Nos anos 50, surgiram os gibis de terror e crime gerando polêmicas sobre os valores propagados nas publicações.

Comics: perigo mundano para os crentes

Em 1954, o psiquiatra Frederic Wertham lançou o livro Seduction of the Innocent, onde observou persevões sádicas e homossexualismo nas HQs. Wertham, liderou então, uma verdadeira cruzada moralista nos EUA e culpou as revistas por incentivar a delinquência juvenil nas classes mais baixas da população, o uso de drogas e a prática de crimes. 

O caso foi parar no Senado, e como resultado da polêmica, num extremo gesto de repulsa, escolas e grupos de pais queimaram gibis publicamente. Algumas cidades criaram leis banindo os comics. O resultado foi a queda vertiginosa das publicações no país.

Talvez, não por acaso, a revista A Seara (edição maio/junho de 1957) dedicou uma interessante matéria intitulada Mães - Não Permitam Que Seus Filhos Se Envenenem com ISSO! Os "Comics São Nocivos -, na qual alertava sobre à leitura dos comics por conduzir jovens e adolescentes à delinquência, envenenando o intelecto e degenerando o caráter. 

Citando "personalidades credenciadas" sobre o assunto, a matéria destacava que "quase na sua totalidade", crianças envolvidas em crimes nos EUA eram leitoras vorazes dos temíveis gibis. Comparado por um estudioso ao "mau cinema" e com o contato "direto de jovens e crianças com grupos criminosos", os comics representavam uma séria ameaça à família cristã. 

Então, não era somente o rádio, e mais tarde a televisão que causava temor na formação moral e espiritual dos crentes. Os gibis também eram vistos como adversários de uma vida cristã pura. Na verdade, tudo o que fosse da cultura secular, era praticamente rejeitado. A vida em sua totalidade (sentimentos, pensamentos, leituras etc.) deveriam ser dedicados a Deus. Qualquer ameaça "mundana" seria rechaçada. 

É possível perceber essa postura sectária nas memórias dos antigos assembleianos e nas velhas recomendações pastorais. Na AD em Joinville (SC), um dos vários conselhos dados a juventude no ano de 1955, era a proibição à leitura de gibis "e outras literaturas semelhantes" consideradas prejudiciais à vida cristã. 

Como outros temas, hoje o assunto sobre a leitura dos comics foi superado. Não causa mais pavor e temeridade. Nossos jovens tem muitas mídias à disposição, e os gibis nem de longe representam um perigo. 

Atualmente, as ameaças dentro das ADs são outras... 

* Significado de Comics

1. Por definição, qualquer história em quadrinhos.
2. Histórias em quadrinhos produzidas nos Estados Unidos.
3. Histórias em quadrinhos no estilo de desenho característico dos estadunidenses.

Fontes:


HOBSBAWM, Eric J. Era dos extremos: o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

A Seara, edição maio/junho de 1957. 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Comics

2 comentários:

  1. Ótima recordação Mario. Não era vivo naqueles anos, mas, durante minha infância sempre fui um admirador de HQs e sendo filho de crente, soube também dessas situações presenciadas pelos cristãos mais antigos, digamos assim. Agora imagina você entrar em disciplina por ler uma HQ? haha. Muito bom o texto mano!

    ResponderExcluir
  2. É como um vírus que vai se alastrando na mente da pessoa e quando da por si já esta realizando atos imorais. O diabo tem suas arte manhas!

    ResponderExcluir